PROFESSOR DE APOIO NA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM GOIÁS:UMA PERSPECTIVA FORMATIVA

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Josy Apolinário de Araújo Rosa Borges

Resumo

Este artigo buscou entender como o professor de apoio é concebido na perspectiva da Educação Inclusiva no Estado de Goiás, desde o ano 2000 até os dias atuais, destacando ações e legislação pertinentes às escolas da rede estadual de educação e seus desdobramentos como Política Pública. A implantação do Programa Estadual de Educação para a Diversidade numa Perspectiva Inclusiva é o marco utilizado como ponto de partida para a análise apresentada neste artigo: a inclusão, a preocupação com a formação do profissional na função de professor de apoio, bem como as expectativas de continuidade e fortalecimento de ações inclusivas. Para tal entendimento, o procedimento utilizado foi de revisão bibliográfica, cujos dados foram levantados na Legislação Brasileira e Estadual, e que contou também com o acesso a obras de autores que versam sobre a temática da Educação, Inclusão e Formação de Professores. Como resultado, são apontados avanços e retrocessos da educação inclusiva em Goiás, propondo a necessidade da continuidade de pesquisas, estudos e discussões sobre o assunto em questão.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Apolinário de Araújo Rosa Borges, J. (2021). PROFESSOR DE APOIO NA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM GOIÁS:UMA PERSPECTIVA FORMATIVA. Revista Científica De Educação, 5(1), e021034. Recuperado de http://seer.facmais.edu.br/rc/index.php/RCE/article/view/115
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Josy Apolinário de Araújo Rosa Borges

Mestranda em Educação – FacMais (Bolsa Capes); Professora da Secretaria de Educação do Estado de Goiás.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto – Secretaria de Educação Especial.

Brasil (1988). Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, 1988. Disponível em: Ministério da Educação. Acesso em: 08/Jan/ 2020.

BRASIL, LEI Nº 13.146, DE 6 DE JULHO DE 2015. Dispõe sobre a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. Disponível em: file:///C:/Users/Bya/Desktop/UNIVERSIDADE%20ESTADUAL%20DE%20GOI%C3%81S/TCC/Material%20Bibliogr%C3%A1fico/lei_13146%20Estatuto%20de%20inclus%C3%A3o.pdf acesso em 20 de janeiro de 2020.

BRASIL. MEC/SECADI. Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília, 2008.

_______. Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Lei n. 9.394/96. _______. Plano Nacional da Educação/ Lei n. 10.172/2001.

_______. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 26 jun. 2014.

FLORES, Maria Marta Lopes. Política de Inclusão Escolar em Goiás: o papel do professor de apoio. Anais do VII Encontro da Associação Brasileira de Pesquisadores Em Educação Especial. Londrina de 08 a 10 de novembro de 2011. ISSN 2175-960X-Pg. 3709-3720. Disponível em : http://www.uel.br/eventos/congressomultidisciplinar/pages/arquivos/anais/2011/politicas/341-2011.pdf, acesso em 15 de julho de 2020.

RCE, v.5, 2020 ISSN 2526-4257 e021034

PROFESSOR DE APOIO NA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM GOIÁS:UMA PERSPECTIVA FORMATIVA

FREIRE, Paulo. Das relações entre a educadora e educandos. São Paulo. Olho d’água. 1991.

GOIÁS. Secretaria de Educação / Coordenação de Ensino Especial. Programa estadual de educação para a diversidade numa perspectiva inclusiva: 10 anos. Caderno 9. 2010

GOIÁS. Secretaria de Educação. Superintendência de Ensino Especial. Plano Estadual de Educação Para a Diversidade numa Perspectiva Inclusiva — PEEDI: educação inclusiva garantia de respeito à diferença, 2003.

GOIÁS. Secretaria de Educação. Diretrizes Operacionais da Rede Pública Estadual de Goiás 2009/2010. Goiânia, 2009.

GOIÁS. Secretaria de Educação. Diretrizes Operacionais Referentes à Rede de Apoio à Inclusão: Gerencia de Ensino Especial. Goiânia, 2020.

PEREIRA NETO, Eloi Alexandre. A Ambivalência do Papel do Professor de Apoio Permanente em Salas Regulares do Ensino Fundamental. Universidade Estadual de Londrina. Londrina, 2009.

REIS, Marlene Barbosa de Freitas. Política pública, diversidade e formação docente: uma interface possível. 2013. 278 f. Tese (Doutorado em Ciências, em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento). Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

SANTOS, Camille Anjos de Oliveira. SILVA, Carla Cristie de França. OLIVEIRA, Ana Beatriz Cunha Maia de. Formação de Professores: o desafio da prática. Anais do XII EDUCERE. Congresso Nacional de Educação. ISSN 2176-1396.

SILVA, Byanca Teles da Silva; REIS, Marlene Barbosa de Freitas. O Atendimento Educacional Especializado: A Realidade na Rede Regular de Ensino Fundamental. Anais do Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão da UEG (CEPE), v.4, 2017. Disponível em: http://www.anais.ueg.br/index.php/cepe/article/view/10313/0, acesso em 10 de julho de 2020.